adeus

IMG_20130621_174359

a mão que afaga é aquela que desliza os dedos pelo vento dizendo adeus;
a mão que tocou o rosto,
que apertou as costas num abraço de força descomunal como quem queria estourar em amor
sabendo que estava fadado à saudade.

lentamente aprendemos como dizer adeus,
das coisas ruins, das coisas boas. não há imperfeição, não há anormalidade, é ordinário.

você sabe o que é ver o amor da sua vida esbranquiçar num caixão que velará o corpo que lhe deu o maior amor do mundo?
olhar uma última vez pra alguém sabendo que você nunca mais a verá.

você sabe o que é viver um dia ordinário a partir do momento que se sente sem chão, como se tivesse perdido tudo aquilo que um dia lhe garantiu o pensamento de que você apenas gostaria de voltar para casa, deitar na cama e ouvir a panela chiando mais uma vez.

sabe?
dizer adeus. a gente aprende.
a gente aprende a enxugar as lágrimas, aprende a segurar o choro pra não se mostrar fraco na frente dos outros.

é tudo sobre aprender. você vai aprender a dar adeus, você vai aprender a amar, vai aprender a desapegar, mas no fim das contas você poderá escolher apenas um coração ao qual você dedicará todo seu amor e todas suas lágrimas. no fim, não importa exatamente quantas palavras difíceis você sabe para botar dentro de um texto. suas normas da abnt não vão salvar o amor da sua vida. suas letras maiúsculas e sua arrogância não vão comprar os livros que contam as histórias de uma pessoa que deu tudo por alguém.

no fim das contas, aprender é ordinário também. todos nós aprendemos a dizer adeus, não é? sabemos que vamos perder nossos pais, nossos amigos e parentes próximos ou distantes. mas e aí, o que você prefere levar para um dia ordinário? você quer acordar todos os dias com o coração apertado no peito tendo noção de que a qualquer instante um hospital pode te ligar anunciando a morte do seu pai? do seu irmão? da sua mãe? ou você prefere acordar, ligar pra sua mãe, pro seu pai, pro seu irmão e dizer à eles que você os ama mais do que tudo?

[…]

Anúncios
Esse post foi publicado em Sem categoria. Bookmark o link permanente.

Comenta aí, mano!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s