Arquivo do mês: janeiro 2013

Para o mar

Às seis da tarde durmo para acordar às onze da noite Enquanto o dia corre ouço um milhão de pessoas falarem nas ruas, nos ônibus, nos metrôs. Às seis da tarde durmo para acordar às onze da noite assim, no … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 1 Comentário

Poema para dois mil e treze

I. Geralmente nos orientamos pelas horas Às vezes por pessoas ou momentos. Às vezes percebemos que é hora de acordar quando o relógio bate o meio-dia às vezes percebemos que é hora de acordar porque o sonho que sonhamos tornou-se … Continuar lendo

Publicado em Sem categoria | 2 Comentários